CineReforma - Em Defesa de Cristo

CineReforma - Em Defesa de Cristo

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Muçulmanos se convertem ao cristianismo por meio de programas de televisão





























Sabe-se que no mundo muçulmano é muito difícil ser cristão. O islamismo é a religião oficial e qualquer pessoa que resolva deixá-la para converter-se a qualquer outra crença é considerada apóstata. Nesse caso, nos países onde governa a sharia (lei islâmica), muitas dessas pessoas recebem sentença de morte quando descobertas em nova religião.

Por isso, as formas de evangelismo devem ser as mais criativas possíveis para que a Palavra seja levada a todos os que precisam conhecer a Verdade.

Pessoas de todas as faixas etárias devem ser alcançadas e, nada mais acessível do que a mídia eletrônica para isso. As mulheres, por exemplo, são muito vulneráveis uma vez que é muito difícil para elas sair de suas casas. Portanto é muito importante que elas recebam apoio e encorajamento onde podem: que é em suas casas.

A adolescência é um período muito sensível da vida. Os jovens muçulmanos crescem em um mundo muito confuso. Em sua sociedade conservadora raramente existe espaço para discussões abertas e perguntas. Ao mesmo tempo, valores tradicionais estão sob ameaça porque a estrutura de família extensa (que inclui os parentes além dos pais e filhos) está fracassando e as TVs por satélites, jogos de computadores, filmes e a internet confrontam os adolescentes com outros valores, ideias e informação. Já os adolescentes cristãos enfrentam outro problema: como sobreviver, lidar com problemas e permanecer firme em sua fé em um mundo dominado pelo islã?

Muitos programas de TV, rádio e internet têm levado o evangelho de Jesus dentro dos lares. Os ouvintes enviam perguntas sobre casamento, como criar os filhos e também sobre questões familiares e espirituais. “Tenho 26 anos e estou noiva. Gostaria que vocês me dissessem como sei se meu noivo é uma pessoa de Deus ou não. Não sei se posso ouvir a voz de Deus. Vocês podem dizer como posso ouvir a voz de Deus?”, escreveu uma jovem.

Outras mulheres aproveitam para se aconselhar quanto aos cônjuges: “Meu marido e eu nos amamos muito, mas ele sempre fica muito nervoso. O que devo fazer? Devo confrontá-lo ou não? “, perguntou uma cristã.

Questões como essas demonstram que existe uma grande necessidade entre os muçulmanos convertidos sobre como viver uma vida baseada nos princípios bíblicos. Por conta disso, a Portas Abertas patrocina iniciativas como essas, pois elas transformam vidas.


Mudança de vida


Uma prostituta, casada com um criminoso, encontrou Jesus por meio de programas na TV via satélite. “Meu nome é Nina e tenho 22 anos. Nasci em um vilarejo no mundo muçulmano. Desde minha infância, tive de trabalhar muito e era muito solitária. Não tinha amigos ou qualquer pessoa para se importar comigo. Por conta da falta de amor dos meus pais e de minha solidão, comecei a me relacionar com homens ainda na minha adolescência. Entretanto, a atenção que recebia desses homens não preenchia o vazio do meu coração. Comecei a fazer dinheiro com esses relacionamentos. Em pouco tempo, passei a me odiar e odiar minha vida. Decidi, então, casar e mudar. Uma amiga que não sabia sobre a vida que eu levava apresentou-me um amigo da família e logo nos casamos. Dois anos após, descobri que meu marido havia sido em criminoso. Quando o questionei sobre isso, ele não negou. Aliás, ele confessou até mais coisas do que eu tinha escutado a seu respeito. Ele me disse que não era mais aquela pessoa e que havia mudado. Aí perguntei: ‘como assim você mudou?’. Ele me explicou que por assistir programas cristãos na televisão ele se arrependeu de seu pecados e de seu passado e que se tornou uma nova pessoa em Cristo. Ele disse que sempre quis me contar sobre Jesus e pediu que eu assistisse aos programas com ele, mas tinha receio de minha reação. Agora, assistindo aos programas juntos e estando conectados a outros cristãos, entreguei meu coração a Jesus também. Sinto-me honrada de dizer que sou filha desse maravilhoso Deus. Assistimos programas cristãos na TV frequentemente e por meio dos ensinamentos e pregações, estamos crescendo em nossa vida cristã. Somos muito gratos. Louvado seja Deus e muito obrigada.”

Os programas mencionados são gravados em alguns países árabes mais abertos e também nos Estados Unidos e Europa.

postado originalmente em http://www.genizahvirtual.com/2010/04/jesus-tv-midia-que-converte-e-discipula.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário