CineReforma - Em Defesa de Cristo

CineReforma - Em Defesa de Cristo

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

DICA DE LIVRO (1)


O Sentido que Todo Ser Procura

Apesar de bem sucedido um garoto resolve protelar a grande chance de ir para a universidade de seus sonhos para buscar um Sentido para sua vida vazia. Em sua busca desesperada, Pedro encontrará mais do que poderia ter imaginado.... Atravesse o mundo com Pedro em busca do sentido que todo o ser procura.

Número de páginas: 150

Peso: 240 gramas

Edição: 1(2010)

Acabamento da capa: Papel Couché 300g/m², 4x0, laminação fosca.

Acabamento do miolo: Papel offset 75g/m², 1x1, cadernos fresados e colados (para livros com mais de 70 páginas) ou grampeados (para livros com menos de 70 páginas), A5 Preto e Branco.

Formato: Médio (140x210mm), brochura com orelhas.






Curso de Violão Popular



.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

NEUTRALIDADE INTELECTUAL



por WILLIAM LANE CRAIG

Há alguns anos atrás, surgiram dois livros que mandaram ondas de choque pela comunidade educacional americana. O primeiro deles foi intitulado "Grau de Instrução Cultural: o que todo americano precisa saber", por E.D. Hirsch. E ele documentou o fato de que grandes números de estudantes universitários americanos não têm os conhecimentos básicos necessários para entender a página principal de um jornal ou para agir responsavelmente como cidadãos.

Por exemplo, um quarto dos estudantes em uma recente pesquisa, pensava que Franklin D. Roosevelt foi Presidente durante a guerra do Vietnã. Dois terços não sabiam quando ocorreu a Guerra Civil. Um terço pensava que Colombo havia descoberto o Novo Mundo algum tempo depois de 1750. Em uma pesquisa recente, em Fullerton, Califórnia, mais da metade dos estudantes não podia identificar Chaucer ou Dante. Noventa por cento não sabia quem era Alexander Hamilton mesmo que suas imagens estejam em cada nota de dez dólares. Essas estatísticas seriam engraçadas se não fossem tão alarmantes.

 
O que aconteceu em nossas escolas para que elas produzissem pessoas tão ignorantes? O Editor Allan Bloon, que foi um eminente educador na universidade de Chicago, argumenta que, por trás da atual enfermidade educacional neste país está a convicção universal dos estudantes de que não há verdade absoluta e que, portanto, a verdade não é algo que vale a pena buscar.
 
Na visão deles, toda a verdade é relativa. "É verdade para você, talvez. Mas não é verdade para mim." Bloom escreve: "Existe uma coisa de que um professor pode ter absoluta certeza: quase todo estudante que entra na universidade acredita ou diz que acredita que a verdade é relativa. Se essa crença for submetida a um teste, podemos contar com a reação dos estudantes: eles vão ficar surpresos! Eles se admiram que alguém não considere essa idéia como auto-evidente, como se estivéssemos questionando se 2 + 2 = 4.
 
Essas são idéias sobre que ninguém pensa... O perigo que eles foram ensinados a temer não é o erro mas a intolerância. O Relativismo é necessário para que haja abertura. E essa é a virtude, a única virtude, que toda educação primária por mais de 50 anos tem se dedicado a inculcar. A abertura, e o Relativismo que a torna plausível, é a grande idéia de nossos tempos.
 
O estudo da história e da cultura ensina que o mundo inteiro estava louco no passado. Os homens sempre acharam que estavam certos, e isso levou a guerras, perseguições, escravidão, xenofobia, racismo e machismo. O ponto central não é corrigir os erros e realmente ser certo, mas sim nunca pensar que você está certo.

Já que não há verdade absoluta, já que tudo é relativo, o propósito da educação não é aprender a verdade ou dominar os fatos mas é simplesmente adquirir uma habilidade para que você possa sair e obter riqueza, poder e fama.

A Verdade se tornou irrelevante. Agora, essa atitude relativista com a Verdade é totalmente contrária à visão de mundo Cristã. Pois, como Cristãos, nós acreditamos que toda a Verdade é uma Verdade de Deus. Que Deus revelou a nós a Verdade tanto nas Suas palavras e naquele que disse "Eu Sou A Verdade." (João 14:6).

Portanto, o Cristão nunca deve olhar para a Verdade com apatia ou desdém. Pelo contrário, nós apreciamos e valorizamos a Verdade como um reflexo do próprio Deus. Nem o comprometimento com a Verdade torna você intolerante, como os estudantes de Bloom
pensaram. O entendimento tradicional sobre tolerância é que, enquanto eu posso discordar do que você diz, eu defenderei até a morte seu direito de dizê-lo.

O problema é que o entendimento de tolerância na nossa sociedade politicamente correta agora mudou. Hoje, tolerância significa que eu não ouso discordar do que você diz ou serei marcado como "fanático" e "intolerante" por fazê-lo. Mas esse novo entendimento sobre tolerância é logicamente incoerente quando você pensa nele. Pense sobre isso: Se você tolera uma visão, então o próprio conceito de tolerância pressupõe que você pensa que a visão tolerada não é verdadeira. Senão, você não a toleraria, você concordaria com ela! Você só pode tolerar uma visão que você considera como falsa.

Então, o próprio conceito de tolerância requer um comprometimento com a verdade. O Cristão está comprometido tanto com a Verdade quanto com a tolerância. Pois nós acreditamos naquele que disse não só "Eu Sou a Verdade." mas também "Amai os vossos inimigos." A base correta para a tolerância não é o Relativismo mas o Amor.

Se os estudantes cristãos são ignorantes assim sobre os fatos gerais da história e geografia, então, é possível que eles, e os cristãos em geral, são igualmente ou até mais ignorantes sobre os fatos acerca nossa própria herança e doutrina Cristãs. Nossa cultura em geral tem afundado a um nível de analfabetismo bíblico e teológico.





POIS É! (1) - PEDAGOGIA DA CINTA




Foto-Comentário do ReformaAgora:

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

BOMBA: DESCOBRIMOS A BÍBLIA SECRETA DO MALAFAIA!


Descobrimos a bíblia secreta usada por Malafaia, Mike Murdock, Morris Cerrulo, Waldemiro Santiago e Edir Macedo.

Preste atenção: abra o navegador Mozilla Firefox (não dá certo em outros navegadores) e digite na barra de endereços about:mozilla.

O que você irá encontrar lá é de arrepiar...



























quarta-feira, 15 de setembro de 2010

RACIOCINA COMIGO


por Daniel Clós Cesar

Como professor (ex-professor na prática) de História, o maior problema que via em meus alunos (ex-alunos na prática) não era a falta de inteligência. Mas a pouca prática em saber usá-la. A maioria acreditava que precisava decorar datas, nomes, lugares... eu mesmo nunca decorei nenhuma data, ainda me confundo com os feriados nacionais e não consigo recordar quem gritou o que na margem de sei lá aonde... (na prática eu sei, claro). Na verdade só era necessário pensar... muito simples.

Parte desse emburromento involuntário - resultado de um processo de substituição da leitura de códigos lingüísticos pela de imagens publicitárias - afetou também a membresia igrejeira. Como que por algum motivo muito maléfico a cultura ocidental passou a punir o pensar... e o evangelicalismo tupiniquim é inclinado a seguir a tendência... "pensar" também passou a ser pecado na igreja... e de rebeldia. Logo, pensar não é bom... aplaudir, pular, dançar e fazer fofocas no entanto "faz parte".

Pensando nisso (espero não estar cometendo nenhum pecado)... surge a mais nova série dessas anotações...

Ontem (5/9) os candidatos do PT, Aloizio Mercadante e Marta Suplicy e o candidato do PCdoB, Netinho de Paula, participaram, "pregaram" e foram abençoados em dois cultos em igrejas Assembléia de Deus na cidade de São Paulo.

Raciocina comigo agora:

SE: o PT e seus candidatos são favoráveis à aprovação de leis pró-aborto e união civil de pessoas do mesmo sexo;

E: as duas referidas igrejas apoiam candidatos do PT;

LOGO: essas duas igrejas cristãs são pró-aborto e união civil de pessoas do mesmo sexo?

Responde aí...


postado originalmente em http://danielcloscesar.blogspot.com/2010/09/raciocina-comigo-i.html 
 
 
 
Comentário do ReformaAgora: Que coisa, hein?!




segunda-feira, 13 de setembro de 2010

A BÍBLIA DOS HIPER-CALVINISTAS (2)





"E, abrindo Pedro a boca, disse: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de algumas pessoas que ele predestinou, pois para com as outras, ele fez pirracinha e disse: Ah, não! Vocês não vão entrar no céu..." Atos 10:34

domingo, 12 de setembro de 2010

NÃO CONSIGO PARAR DE RIR (14)



A verdadeira mulher-melancia...



zúp... plófit!

Comentário do ReformaAgora: tô rindo até agora...



sábado, 11 de setembro de 2010

O DEUS ESQUISOFRÊNICO DO "VOZ DA VERDADE"

“Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho.” 1 João 2:22


 
por Diogo Henrique de Sá
 
 
Ao publicar um artigo sobre a Igreja Evangélica Voz da Verdade (IEVV daqui por diante) recebi algumas manifestações de pessoas defendendo o movimento. Eu aceitei os comentários, mas, como essas pessoas utilizaram do anonimato eu resolvi refutá-los abertamente.

Então vejamos:
 
----

“DEUS NÃO É COVARDE, ELE NÃO MANDOU NINGUÉM FAZER AQUILO QUE SOMENTE ELE PODIA FAZER, E UM DIA ELE FOI CHAMADO DE FILHO QUANDO HABITOU EM UM CORPO DE CARNE E OSSOS. LUCAS 1:35- SERÁ CHAMADO FILHO DE DEUS”

----

O comentário acima revela uma total incompreensão das verdades do Evangelho por parte desse defensor da IEVV. Deus nunca precisou resgatar o homem, se ele não o fizesse não seria covarde, ele seria justo, totalmente justo. O homem merecia a morte e o inferno, nada menos do que isso, o fato de Jesus ter vindo para reconciliar o homem com Deus, nos revela a extrema misericórdia e graça de um Deus justo e santo para com uma humanidade caída.

Este comentário revela ainda o tipo de cristianismo que algumas pessoas têm vivido, onde o homem é a medida de todas as coisas. O comentarista possui uma visão distorcida sobre Deus, demonstra isso ao presumir que Deus teria alguma obrigação para com o homem e seria um covarde ao não assumir sua responsabilidade. Deus é o Centro meu colega. Ele é O Soberano! As coisas funcionam em função dele e não do homem. Outro equívoco cometido por você e que demonstra sua inadequação com relação às Escrituras, é defender os ensinos do Sr Carlos Moysés. Desde o Antigo Testamento até o final do Novo, Deus se revela em três pessoas, mas, ao que tudo indica você (anônimo) além de não ler a Bíblia ainda permite que alguém a interprete por você. Onde você, consegue encontrar uma passagem bíblica para validar essa sua posição? É preciso ser muito alienado e influenciável para ignorar a presença da Trindade[1] nas Escrituras. Como ignorar as seguintes passagens sem violentar o texto bíblico:

"E disse (singular) Deus (Elohim – palavra plural[2]): Façamos [plural] o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança" Gênesis 1:26.

“Eia, desçamos (plural), e confundamos (plural) ali a sua linguagem, para que não entenda um a língua do outro”. Gênesis. 11:7

“E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” Mateus 3:16,17

“Visto como o mesmo Davi diz no livro dos Salmos: Disse o SENHOR ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, Até que ponha os seus inimigos por escabelo de seus pés.” Lucas 20:42,43

Eu poderia colocar outras passagens, mas essas já demonstram que: ou existe uma pluralidade de pessoas na deidade, ou Deus é meio esquisofrenico. Será que ele fala sozinho? Ou com um amigo imaginário? Pense um pouquinho amigo anônimo, inteligência é um dom divino.

Vamos ao segundo comentário:
 
-----

“AÍ O SEMEADOR FILHO DE ROMA, PRA VOCÊ SÓ FALTA ASCENDER VELA E CRER NO PULGATÓRIO, A, E SÓ PRA TERMINAR QUE LIVRO DA BIBLIA ESSE TAL PAULO ROMERO ESCREVEU? COMEDOR DE FEIJÃO.”

-----

Bom o meu acusador (também anônimo) reclama por eu citar uma frase de Paulo Romeiro, na verdade amigo, Paulo Romeiro não escreveu nenhum livro da Bíblia (e Carlos Alberto Moysés também não), porém com certeza ele já leu a Bíblia muito mais do que você, e é baseado na leitura que ele fez das escrituras que ele baseia para escrever os seus textos, ao contrário de você que não conhece nada sobre Deus, e baseia seus argumentos na explicação que outros, que entendem tanto quanto você, te dão das escrituras.

Outra acusação desse meu amigo anônimo, é que eu sou filho de Roma, na verdade eu sou filho da dona Sandra (hehehe), mas eu entendi o que você quis dizer. Eu não sou seguidor das doutrinas extra-bíblicas defendidas pela Igreja Católica Apostólica Romana, e nem de nenhum líder, eu sigo aquilo que Jesus nos ensina através das escrituras. Faço aquilo que Lucas (aquele que escreveu dois livros que constam na Bíblia) considera por “mais nobre, porque de bom grado recebo a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.” (Atos 17:11), algo que você não faz, antes aceita tudo o que lhe é ensinado, basta ter um pouquinho de curiosidade bíblica para verificar que a doutrina da Trindade está totalmente de acordo com as Sagradas Letras. Não vou acender vela, só se houver necessidade, vai que acaba a luz de casa e eu fique no escuro – nesse caso o melhor a ser feito é, se não tiver lanterna por perto, acender uma velinha (rs), mas não vou ascender vela e nenhum “santo” nem mesmo defender o purgatório, por que estas duas doutrinas, não são Bíblicas, mas humanas, olha que eu procurei nas Escrituras alguma passagem que validasse essa posição da igreja romana, mas como não encontrei embasamento, nem para essas doutrinas já mencionadas, nem para a crença na doutrina do Deus mutande defendida pelos unicistas (ah se você não sabe esse é o nome que damos pra gente que nem você), tanto a doutrina do purgatório quanto a doutrina do deus que desempenha vários papeis como um ator, são heterodoxas, ou seja, expúrias, por isso não creio nos ensinos anti-biblicos da Igreja Romana nem da Voz da Verdade, pois ambas as doutrinas (que são peculiar a cada uma dessas seitas) não encontram apoio bíblico algum. São doutrinas de homens e de demonios.

Fui acusado de ser comedor de feijão, fato que me causou grande expanto ao ponto de eu achar que estou lidando com algum profeteiro, pois você acertou: como muito feijão mesmo, disso sou culpado amigo anonimo. Hum fiquei até com água na boca de lembrar o feijãozinho.... Mas deixa isso pra lá.

Terceiro comentário
 
------

VOCÊ, ASSIM COMO MUITOS PERTENCEM AQUELE GRUPO DE PESSOAS CITADAS EM JUDAS VERSÍCULO 4. QUANTO AOS UNICISTAS, NÓS NÃO TEMOS ESSE PROBLEMA, POIS NÃO NEGAMOS A DEUS, NOSSO UNICO E SOBERANO SENHOR, JESUS CRISTO. COMO NÃO HA PALAVRAS DE BAIXO CALÃO NEM PALAVRÕES ESPERO QUE PUBLIQUE

-------

Este outro comentarista, anônimo, me acusou de pertencer ao grupo de pessoas citadas em judas 4, então vejamos o que está escrito lá:

“Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.” (Judas 4).

Para entendermos o que Judas disse neste verso precisamos ler toda a espístola, inclusive esta é uma prática muito recomedável amigo anonimo, e ao fazermos isso percebemos que usar Judas para justificar sua doutrina é dar um tiro no próprio pé. Judas não coaduna com o unicismo muito pelo contrário, no primeiro verso de sua epístola ele já faz distinção entre a figura do Pai e a do Filho, com relação ao verso quatro que você cita não existe nenhuma discrepancia com a doutrina da Trindade, Jesus é o único Salvador e nosso dominador, ele é o Senhor todos confessarão isso um dia:

“E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:11)

Fomos comprados por ele por bom preço, somos seus escravos agora. Judas deixa claro a existencia da trindade na sua epístola, veja como ele faz distinção das tres pessoas atuando na vida do Salvo:

“Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo, Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.” (Judas 20 e 21)

Sei que você, amigo anônimo, presumiu que Judas colabora com sua doutrina porque não entende as Escrituras nem o Poder de Deus. Judas demonstra que todos os que ensinam que Jesus não é Deus, erra porque não tem o Espírito Santo[3], se você conhecesse o contexto histórico saberia que Judas está defendendo a Igreja dos ensinos gnósticos[4], por isso Judas reafirma que Jesus é Deus. O meu amigo anônimo ficou disconfiado de que eu iria mesmo publicar o comentário dele. Mas tá aí amigão, comigo é assim não escreveu palavras de baixo calão eu publico mesmo.

O último comentário foi:
 
------

SEMEADOR FILHO E SEGUIDOR DO PAPA.......

------

Vamos lá denovo, eu sou filho do seu Paulo e não do Papa, mas que coisa, o Papa fez voto de celibato e não tem filho (pelo menos ninguém acusou ele disso). Outro erro cometido pelos modalistas (outro nome dado aos unicistas) é que eles acreditam que a doutrina da Santíssima Trindade vem do Papa (o gente pra gostar de uma teoria da conspiração hein), o que é um outro engano, são as Escrituras que nos ensinam a Doutrina da Trindade. Existem tantas passagens que falam sobre as três pessoas da trindade, que somente sendo muito obstinado para não enxergar a verdade sobre esse assunto.

João amigo mais íntimo de Jesus escreveu:
 
“Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade. Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num. Se recebemos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior; porque o testemunho de Deus é este, que de seu Filho testificou. Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu. E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho.” 1º João 5.5-11.

Veja João está sendo contundente: o testemunho de Cristo é verdadeiro porque o Pai Textificou dele, isso tem a ver com algo que o próprio Jesus falou:

“Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma. Como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou. Se eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho não é verdadeiro. Há outro que testifica de mim, e sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro.” João 5.30-32.

Note que o próprio Jesus disse que o textemunho que ele dava de sí próprio não era válido mas o textemunho do Pai que estava no céu era válido (verdadeiro), mas que coisa mais sem sentido, pense pelo-amor-de-Deus se ele é o próprio Pai, que doidera é essa de dizer que o textemunho dele não é verdadeiro, mas quando ele era o Pai era verdadeiro? Será que os unicistas não usam o bom senso? Na verdade Jesus estava dizendo que era preciso pelo menos duas testemunhas[5] para que alguma questão fosse estabelecida. Se Jesus e o Pai são a mesma pessoa então o testemunho de Jesus era falso, ele não poderia ter evocado a Lei para justificar seu testemunho nunca.

Amigos se vocês imaginaram que a doutrina defendida pelos unicistas teriam alguma consistência, agora podem verificar que não existe nenhum apoio bíblico para isso. Quero dizer uma coisa pra vocês eu não escrevi isso tudo porque eu odeio vocês, não. Reafirmo o que Paulo Romeiro escreveu: “Quem conhece um Jesus errado, embarca em uma Salvação errada e poderá chegar a um céu errado”. Creio Profundamente que Deus quer que todos homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade. Abram suas biblias existem tantos textos para nos mostrar a realidade das tres pessoas na deidade que não tem como vocês ignorarem isso. A Igreja Voz da Verdade vem pregando um falso evangelho, inclusive utilizando a televisão e as músicas de seu grupo vocal. Abandone o quanto antes essa falácia e voltem-se pra o Verdadeiro Deus.

Termino este artigo com: “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com vós todos. Amém!” 2º Coríntios 13:14

Fui eu Diogo que escrevi esse artigo, não sou anonimo.

A Jesus Cristo seja a Glória para Sempre!
 
 
 
 
----------------------------


[1] Termo técnico desenvolvido por Tertuliano que se refere à doutrina Bíblica que professa a existência de um Deus único, eternamente subisistente em três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo;



[2] A Forma singular seria Eloha;



[3] Judas 19



[4] Grupo filosófico-religioso que surgiu no primeiro século ensinando, dentre outras coisas, que Jesus era um Aeon (um intermediador entre Deus e os homens e assim uma espécie de anjo) e não Deus.



[5] Uma só testemunha contra alguém não se levantará por qualquer iniqüidade, ou por qualquer pecado, seja qual for o pecado que cometeu; pela boca de duas testemunhas, ou pela boca de três testemunhas, se estabelecerá o fato. Deuteronômio 19:15

 
sou fã do Semeador12 e surrupiei esse artigo de lá... rsrs

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

COISAS DAS QUAIS NÃO ME ENVERGONHO!


por Rodrigo Toledo

NÃO ME ENVERGONHO DE SER CRISTÃO, pois tudo o mais quando analisado sem o prisma do calvário torna-se sem sabor, sem cor e sem sentido...

NÃO ME ENVERGONHO DE SER CASADO, pois acredito na família como uma maneira de honrar a Deus em vida...

NÃO ME ENVERGONHO DO MEU PASTOR, que na verdade é um presbitero. Paulo Sá ora pela minha vida e pelos meus familiares, tem dois cursos teológicos, e faz um trabalho maravilhoso no Reino de Deus...

NÃO ME ENVERGONHO DO EVANGELHO, pois nele encontro a Toda-Gloriosa mão de Cristo a meu favor...

NÃO ME ENVERGONHO DA NEO-REFORMA, pois com ela iremos trazer novamente o evangelho puro e simples...

NÃO ME ENVERGONHO DE CONDENAR O HIPER-CALVINISMO, pois o mesmo, quando comparado ao verdadeiro evangelho, não passa de uma paródia anunciando um deus pirracinha que dá preferência à alguns filhos em detrimento de outros, ainda que todos mereçam perecer... 

NÃO ME ENVERGONHO DE PREGAR ARREPENDIMENTO, pois essa era a mensagem de Cristo e seus apóstolos: arrependam-se, e creiam no evangelho...

NÃO ME ENVERGONHO DE DENUNCIAR HERESIAS, pois esse é o papel de todo e qualquer cristão esclarecido...

NÃO ME ENVERGONHO DE MAIS UM MONTE DE COISAS, mas acho que isso basta por enquanto.




NÃO CONSIGO PARAR DE RIR (13)








Foto-Comentário do ReformaAgora:

IDE E PREGAI O EVANGELHO







CONSUMIDO PELO FOGO DO CONSUMO



Se você se preocupa com seus filhos, assista! É muito interessante... 




Postado originalmente em:http://www.adequacao.com.br/blog/




quarta-feira, 8 de setembro de 2010

7 DE SETEMBRO, O DIA DA INDEPENDÊNCIA

Por que você está em casa hoje?

Hoje é o dia da nossa independência, o dia em que o Brasil se separou politicamente de Portugal. E isso aconteceu em 1822.



 
 
E desde o início já levavam dinheiro da gente. Lí, em livros o seguinte:
 
"Para ser reconhecido oficialmente, o Brasil negociou com a Grã-Bretanha e aceitou pagar indenizações de 2 milhões de libras esterlinas a Portugal. A Grã-Bretanha saiu lucrando, tendo início o endividamento externo do Brasil.



Quando D. João VI retornou a Lisboa, por ordem das Cortes, levou todo o dinheiro que podia — calcula-se que 50 milhões de cruzados, apesar de ter deixado no Brasil a sua prataria e a enorme biblioteca, com obras raras que compõem hoje o acervo da Biblioteca Nacional. Em conseqüência da leva deste dinheiro para Portugal, o Banco do Brasil, fundado por D. João ainda 1808, veio a falir em 1829".

 
E ouvi de um historiador bam bam bam o seguinte, sobre o mesmo fato acima:
 
"Após a emancipação do Brasil os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra.



Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual. A elite agrária, que deu suporte D. Pedro I, foi a camada que mais se beneficiou".

 
Em 1822, o mais pobre não entendeu nada, a estrutura continuou a mesma, a distribuição de renda continuou desigual e a elite se beneficiou. EM 1822!

Hoje em 2010 isso não deve acontecer mais né? Não é??


Feliz dia da Independência.


postado originalmente em http://www.chongas.com.br/

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A GARANTIA NÃO COBRE ATOS DIVINOS

Pois é, um americano foi comprar um computador da Dynex e descobriu que a garantia não cobre “danos causados por atos de Deus, como Raios.”


Hein?



VOTE CONSCIENTE!