CineReforma - Em Defesa de Cristo

CineReforma - Em Defesa de Cristo

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O Que Mais Podemos Esperar Nesse País?



Leia com atenção e vejam o que estão fazendo com nossas crianças

Trechos do livro "Mamãe, Como Eu Nasci?", aprovado pelo MEC para alunos na faixa dos 10 anos:

"Olha, ele fica duro! O pênis do papai fica duro também?

Algumas vezes, e o papai acha muito gostoso. Os homens gostam quando o seu pênis fica duro."

"Se você abrir um pouquinho as pernas e olhar por um espelhinho, vai ver bem melhor. Aqui em cima está o seu clitóris, que faz as mulheres sentirem muito prazer ao ser tocado, porque é gostoso."

"Alguns meninos gostam de brincar com o seu pênis, e algumas meninas com a sua vulva, porque é gostoso. As pessoas grandes dizem que isso vicia ou "tira a mão daí que é feio". Só sabem abrir a boca para proibir. Mas a verdade é que essa brincadeira não causa nenhum problema".



O MEC distribuirá kit anti-homofobia em escolas públicas no segundo semestre

Pelos cálculos do MEC, uma criança com sete anos de idade que chegar à escola e receber em mãos uma historinha de amor homossexual, terá menor probabilidade de tecer brincadeiras discriminatórias para com o coleguinha. Mas o que é difícil imaginar é o que se passará na cabeça de cada uma dessas criancinhas diante deste kit de orgulho gay do governo. Será que a consequência vai ser a esperada pelo governo ou isto é uma propaganda de que é moda e normal namorar pessoas do mesmo sexo (Vejam foto exemplo abaixo).






Até quando nós, famílias, pessoas trabalhadoras com direitos e obrigações, padrões éticos e culturais, vivendo dentro dos bons costumes, ocupados com nossas vidas e dos nossos parentes próximos, sem tempo para reivindicar nossos direitos, deixaremos minorias radicais ditar novas regras? Deixaremos também esta minoria ensinar nossos filhos? Vamos deixar que façam o que quiserem com nossas vidas e nosso país?

Este é um dos exemplos, de como coisas deste tipo são defendidas e aprovadas em função de pequenos grupos que tem voz ativa, pois na grande maioria por falta do que fazerem, ficam o dia inteiro a margem da sociedade trabalhando para modificar nossas vidas.

Outro exemplo é de um pequeno grupo que se diz pertencer aos direitos humanos, que defende o direito de bandidos, contraventores, estupradores (inclusive defende os que praticam violência contra os homossexuais) enquanto nós, cidadãos de bem, que sofremos violências de todos os tipos, somos privados o tempo todo dos direitos básicos, somos desrespeitados quanto à segurança, moradia, educação, saúde, etc. Quanto a isto não aparece nenhum radical para nos defender, e dar uma verdadeira ocupação para nossos queridos e ocupadíssimos congressistas e membros do nosso governo.

Ainda também poderemos citar os radicais ambientalistas que no Brasil, improvisam leis sem critérios técnicos, e que se fossem aplicadas corretamente, hoje não teríamos alimentos em nossa mesa. Pois como disse, estes radicais sem conhecimento técnico aprovarão leis que não podem nem ser aplicadas e criaram um grande conflito e medo no setor agrário. Com facilidade aprovaram a nova cartilha mas não conseguem aprovar o novo código florestal que veio para corrigir os seus próprios erros.

Deixo bem claro que sou contra a homofobia . Gostaria que criassem leis mais rígidas e que punissem os que praticam deste ou qualquer outro tipo de crime. Mas deixem nossas crianças fora disto.

Agora, como um pai preocupado, eu peço a todos que lerem este post:

Não vamos deixar estes radicais acabarem com nossas vidas e de nossos filhos.

Enviem este post via e-mail a todas as pessoas de bem que conhece. E no dia 05/06 (Cinco de junho) vamos desligar durante 30 (trinta) minutos às 14:00hs o relógio de energia elétrica de nossas residências em sinal de protesto silencioso contra tudo isto, mostrando que não concordamos, e se preciso for vamos marcar uma data para colocarmos novamente tinta em nossa cara e irmos as ruas.



Comentário do ReformaAgora: também sou contra a homofobia. Mas não posso, pela minha formação e consciência, concordar com essa bizarrice que chamam de cartilha anti-homofobia. Isso daí está mais para "Promoção da Homossexualidade". Repetindo: BIZARRICE. Estou curioso pra saber no que isso vai dar. Será que se instalará uma heterofobia no Brasil? Responde aê, manolo!


***

Nenhum comentário:

Postar um comentário