CineReforma - Em Defesa de Cristo

CineReforma - Em Defesa de Cristo

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Evidências Manuscritas que Demonstram a Confiabilidade do Novo Testamento




por Matt Slick


(1)traduzido por Rodrigo Toledo

O Novo Testamento está constantemente sob ataque, e sua confiabilidade e precisão são frequentemente contestadas por críticos. Mas, se os críticos querem ignorar o Novo Testamento, então eles também devem ignorar outros escritos antigos de autoria de Platão, Aristóteles e Homéro. Isto porque os documentos do Novo Testamento são mais bem preservados e mais numerosos que quaisquer outros escritos antigos. Pelo fato de serem tão numerosos, podem ser checados quanto à precisão... e eles são muito consistentes.

Existem atualmente 5.686 manuscritos antigos do Novo Testamento. Se fôssemos comparar o número de manuscritos do Novo Testamento com outros escritos antigos, descobriríamos que os manuscritos do Novo Testamento superam os outros em quantidade.



AutorDatação
Cópia mais             antigaTempo Aproximado entre original e cópiaNúmero de CópiasPrecisão das Cópias
Lucréciomorreu 55 ou 53 A.C.1100 anos2----
Plinio61-113 D.C.850 D.C.750 anos7----
Platão427-347 A.C.900 D.C.1200 anos7----
Demóstenes4º séc. A.C.1100 D.C.800 anos8----
Heródoto480-425 A.C.900 D.C.1300 anos8----
Suetônio75-160 D.C.950 D.C.800 anos8----
Tucídides460-400 A.C.900 D.C.1300 anos8----
Euripides480-406 A.C.1100 D.C.1300 anos9----
Aristófanes450-385 A.C.900 D.C.1200 anos10----
César100-44 A.C.900 D.C.1000 anos10----
Títo Lívio59 A.C- 17 D.C. ----???20----
Tácitocerca 100 D.C.1100 D.C.1000 anos20----
Aristóteles384-322 A.C.1100 D.C.1400 anos49----
Sófocles496-406 A.C.1000 D.C.1400 anos193----
Homéro900 A.C.400 A.C.500 anos64395%
Novo
Testamento
1º séc. D.C. (50-100 D.C.)2º séc. D.C.
(cerca 130 D.C.)
menor que 100 anos560099.5%


Como podemos constatar, existem milhares de manuscritos gregos do Novo Testamento, muito mais que qualquer outro escrito antigo. A consistência interna dos documentos do Novo Testamento, textualmente, é cerca de 99,5% puro. Essa é uma precisão extraordinária. 

Soma-se a isso 19.000 cópias em siríaco, copta, aramaico e latim. O total das bases de apoio manuscrito do Novo Testamento ultrapassa os 24.000. 

Quase todos os estudiosos da bíblia concordam que o Novo Testamento foi, em sua totalidade, escrito antes do encerramento do primeiro século. Se Jesus foi crucificado em 30 A.C., então isso significa que todo o Novo Testamento foi concluído num período de 70 anos. Isso é importante porque significa que houve muita gente por perto que poderia ter contestado os escritos quando o Novo Testamento foi formado. Em outras palavras, aqueles que escreveram os documentos sabiam que se fossem imprecisos, muita gente teria apontado a falta de acurácia nos relatos.

Mas, não temos absolutamente nenhum documento antigo contemporâneo dos autores neo-testamentários que contestam o texto do Novo Testamento. 

Além disso, outro aspecto importante dessa discussão é o fato de que temos um fragmento do evangelho de João, que remonta a cerca de 29 anos apartir da redação original (John Rylands Papiros 125 D.C.). Isso está extremamente perto da data de escrita original. Isso é simplismente inédito em qualquer outra escritura antiga e demonstra que o Evangelho de João é um documento do primeiro século.


postado originalmente em Carm


***





(1) mentira! Eu usei o Google Tradutor. Hehe...




Nenhum comentário:

Postar um comentário