CineReforma - Em Defesa de Cristo

CineReforma - Em Defesa de Cristo

sábado, 13 de agosto de 2011

E se a Igreja de Cristo Fosse Liderada por Mulheres?



por Rodrigo Toledo


Tenho lido alguns artigos sobre a ordenação de mulheres como pastoras na igreja. Alguns autores se posicionam contra, outros a favor, e acabamos por ficar no meio do fogo cruzado. A grande maioria dos articulistas que condenam a ordenação de mulheres são superficiais na defesa de seu posicionamento, apresentando textos desarticulados de seus contextos, simplismente citando-os sem explicá-los, como se tivessem colocando pitadas de versículos numa sopa teológica. Chegam mesmo a ser pouco exegéticos – pra não dizer medíocres – no desenvolvimento de suas idéias. 



E na ala feminista o quadro é quase o mesmo. Os autores são pouco exegéticos em suas considerações, polvilhando o artigo com versículos aqui e acolá. E quando o pensamento é discorrido por uma mulher, a situação piora. Quase me assusto com a maneira como levam para o lado pessoal. Acabam por transformar o artigo numa espécie de ataque a liderança masculina. Pra ser sincero, percebo que muitas delas gostariam de arrancar certas passagens no Novo Testamento de suas bíblias. 



Não, caro leitor! Não cairei no mesmo erro, polvilhando esse ensaio com versículos. Pelo menos por hora, não é minha intenção dar cabo dessa discussão com algumas explicações – o que farei mais adiante, mostrando biblicamente o lugar do homem e da mulher na família, na sociedade e principalmente, no Reino de Deus. O que farei agora é simplesmente conjecturar como seria a igreja se fosse comandada por mulheres desde o princípio. Ou seja, como seria a Igreja de Cristo se o Próprio tivesse chamado apóstolas e pastoras. Apreciem sem moderação: 



1º - a igreja gastaria o dobro de dinheiro com pintura de paredes, flores, e outros adornos; 

2º - haveria tremenda competição nos cultos, sobre quem tem o vestido novo mais bonito, tirando do culto o foco de adorar a Deus; 

3º - em quase todas os cultos teríamos de suportar a guerrinha de nervos da pastora, com suas alfinetadas e ataquezinhos para, do púlpito, atingir outras irmãs, principalmente, as mais bonitas que ela (sim, mulheres são extremamente, EXTREMAMENTE competitivas); 

4º - Nos cultos semanais, as pregações tão necessárias a edificação da igreja seriam substituídas por alguma coisa do tipo cuti-cuti – dinâmicas, crochê com aprendizado, abraço coletivo, compartilhar a acheologia, etc; 

5º - A apologética, bem como outras atividades que exigem argumentação e escrutínio, seriam completamente extintas; 

6º - as capas das bíblias seriam rosa ou azul-bebê; 



Tinha muito mais a dizer, mas vou parando por aqui, senão dormirei uma semana no sofá! 



Foto-Comentário do ReformaAgora:





Um comentário:

  1. EU ACHO QUE VOCÊ JÁ SE ENCRENCOU. RSRS
    MUITO BOM!
    FICA NA PAZ!
    EU CONCORDO COM TUDO!

    ResponderExcluir