CineReforma - Em Defesa de Cristo

CineReforma - Em Defesa de Cristo

sábado, 27 de agosto de 2011

Jovem Adventista Guarda o Sábado com Pesar no Coração



por Rodrigo Toledo


Assistindo alguns vídeos no Youtube, encontrei um onde uma jovem chamada Wasthi (essa moça bonita da foto) que participava de um reality show, se negou a entrar numa festa e a realizar uma prova importante, sendo fiel ao quarto mandamento e não quebrando o sábado. 







Wasthi preferiu guardar o sábado, como costumam fazer os adventistas, e se auto-penalizou, declarando sua saída do programa e deixando claro sua preferência às Leis de Deus. 

Até aqui, nenhuma novidade. Todo aquele que se declara sabatista já de antemão sabe que terá de renunciar prazeres e oportunidades afim de não quebrar o mandamento. O que realmente me chamou a atenção foi a maneira como a moça se expressou, aos prantos e lamúrias. 

Claro que qualquer um ficaria chateado por perder essa grande oportunidade em trabalhar na tv, com salário gigante, podendo mostrar seu talento para todo o Brasil ao lado de uma das apresentadoras mais conhecidas em nosso país. 

Mas, vendo o comportamento pesaroso da jovem no vídeo logo acima, não pude deixar de pensar no primeiro salmo, verso 2, que diz "Antes tem o seu PRAZER na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite". Ora, se o adventista que se propõe a guardar a lei, o faz com pesar no coração, esse tal não tem prazer na lei do Senhor!


Já passei por situação parecida. Tive de abrir mão de um futuro promissor, com carteira de trabalho assinada e estabilidade, por causa do evangelho. Minha família ficou contra mim, bem como amigos e conhecidos em geral. Mas fiquei firme, olhei nos olhos do meu antigo chefe e falei francamente: "Como cristão, não posso trabalhar para promoção do carnaval, sinto muito. Tenho compromisso com a mensagem de Cristo, e não irei, mesmo que seja escalado". 


Conclusão - meu contrato não foi renovado, fiquei desempregado por um bom tempo e sofri as consequências de ser fiel ao evangelho. No entanto, mesmo sendo dispensacionalista, me alegrei por ter lembrado do salmo 119.18: "Abre tu os meus olhos, para que veja as MARAVILHAS da tua lei".  Saí daquela empresa glorificando a Deus por ter recebido Dele uma fé que me permite renunciar oportunidades, inclusive, afim de que a Luz de Cristo brilhe mais forte em mim. 


Pode parecer arrogante da minha parte, mas não consigo ver essa alegria em Wasthi, que travou uma batalha emocional dentro de si, e que descambou a chorar quando se abriu com Anna Rickmann sobre sua fé, demonstrando que guardava o sábado como algo imposto, com pesar, por obrigação. 


Gostaria, para finalizar, de deixar para meditação do caro leitor, o versículo 174 do salmo 119. "... a tua lei é todo o meu prazer."






Escreveu Rodrigo Toledo, que não é adventista, mas é calvirminiano. Pelo menos, é o que diz o Diogo do Semeando a Verdade.






***

2 comentários:

  1. Eu assisti a esse programa e não achei arrogancia da sua parte, porque realmente não parecia feliz e quando se tem certeza de que fez o correto deveria se sentir assim tão decepcionada.
    Os que confiam no Senhor jamais serão decepcionados.
    Jesus não quer que fazemos nada por obrigação, Ele mesmo nos deu o livre arbitrio.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Olá. Também assisti a esse programa. Sou adventista de berço e quero parabenizar o seu post, pois, são muitas pessoas que vemos por aí nos julgando pela nossa fé, fato que você não o fez. Seguimos a lei de Deus, e o quarto mandamento nos diz q devemos guardar o sétimo dia, o sábado do Senhor. Fiquei admirada com a atitude da moça em rede nacional, porém, também um pouco decepcionada, pois ela deixou bem claro ali seguia a doutrina não por convicções, e sim, por tradição, o que realmente não é o esperado por Deus. Ele quer que cumpramos a Sua lei com o livre arbítrio que Ele nos concedeu e que isso, venha do íntimo do nosso coração, da nossa mais pura sinceridade!

    Infelizmente a moça passou uma imagem de que aquilo era um sofrimento, como um fardo, quando na realidade, seguirmos o caminho que Deus nos mostrou deve ser algo mais que prazeiroso, magnífico! E com certeza, os que o fazem por amor à Deus, não teriam passado essa imagem!

    Gostaria de deixar bem claro que não podemos generalizar, pois sabemos que existem pessoas muito sinceras de coração não somente dentro da igreja (Não digo somente na IASD, mas, também em outras denominações), como também, fora dela.

    Devemos orar a cada dia para que o Espírito Santo continue a tocar nosso coração e que Deus possa perdoar os nosso pecados para que possamos, um dia, nos encontrarmos todos lá no céu.

    Um abraço

    ResponderExcluir