CineReforma - Em Defesa de Cristo

CineReforma - Em Defesa de Cristo

domingo, 12 de fevereiro de 2012

As Peripécias de Valnice Milhomens





Valnice Milhomens proferiu em 1991, num programa de televisão, a declaração que a volta de Cristo se daria em um sábado de 2007. Na época, o Pastor Paulo Romeiro, por escrito, convidou a então pastora (hoje apóstola) para um esclarecimento do assunto (confira os livros de Paulo Romeiro: "Supercrentes", Ed. Mundo Cristão, página 24 e "Evangélicos em Crise" nas páginas: 183 até 191), porém não obteve sucesso.

Vamos fazer então uma breve esplanação dos argumentos de Valnice Milhomens para entender como ela raciocina para chegar a esta data (já que no vídeo ela não explica detalhadamente, vamos tentar preencher as lacunas de sua argumentação):

Para chegar à conclusão da profecia, Valnice primeiro argumenta que o sábado (shabbath) é o verdadeiro Dia do Senhor e que portanto Jesus voltaria em uma noite de sábado. A seguir, ela diz que Satanás teve dois mil anos, Israel também teve dois mil, e portanto a Igreja Cristã não teria mais que dois mil, assim a volta de Cristo seria após o ano 2000.

Para chegar a uma data mais específica, Valnice usa a parábola da figueira de Mateus 24:32-35. Como a figueira representaria Israel (que virou Estado em 1948), ela usa a data de 07 de junho de 1967, terceiro dia da "Guerra dos Seis Dias", quando diversas nações árabes se uniram para destruir Israel. Nesta guerra, Israel se antecipou aos planos dos inimigos e atacou antes da ofensiva árabe. O terceiro dia da guerra, especificamente 07 de junho de 1967, foi o dia em que Israel já tinha o controle de toda a península do Sinai e começou a conquista de outros territórios (Cisjordânia, o setor oriental de Jerusalém e as Colinas de Golan).

Assim, para ela, este seria o início do renovar dos ramos e do brotar das folhas da figueira (Mt. 24:32). Como é dito que "não passará esta geração sem que tudo aconteça" (Mt. 24:34), ela faz o seguinte cálculo: 1967 + 40 anos (tempo de uma geração) = 2007. Desta forma, num sábado de 2007 deveria acontecer o retorno do Messias à Terra.

Duas questões, entretanto, se colocam entre suas conclusões:

1ª Ela talvez não tenha se atentado ao versículo 36 do mesmo texto que ela utiliza: "Mas a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão o Pai".

2ª Estamos em 2012, e o ano de 2007 passou sem que sua profecia se concretizasse.




Ví isso no http://marcelonathanson.blogspot.com/2009/01/relembrando-as-profetadas-da-apstola.html




Comentário do ReformaAgora: cabe aqui uma explicação sobre essa questão do sábado, abordada muito porcamente pela falsa-profetisa Valnice Mildemônios. O imperador Constantino nunca ordenou que a igreja guardasse o domingo, mas, que o império imitasse a igreja e passasse a guardar o domingo. Basta dar uma olhadela nos testemunhos dos Pais da igreja (que viveram antes de Constantino) sobre que dia a igreja oficialmente se reunía para adoração. Constantino nunca se converteu ao cristianismo, ele apenas cristianizou o império, tentando unificá-lo, numa medida de desespero de causa. 

Me dá um nojo ver essa falsa-profetisa dar esse sorrisinho cínico cada vez que solta uma heresia!






Caio Fábio - Um Recado à apóstola Valnice Milhomens





***

Nenhum comentário:

Postar um comentário